Categoria: Línguas e Linguística

O Círculo Hermenêutico é uma maneira reflexiva de interpretar dados com base em outras informações.
A hermenêutica é a arte e o método de interpretar significados expressos textualmente. Como disciplina, a hermenêutica estuda e sistematiza os processos para construção e justificação dos sentidos de um texto ou de um análogo ao texto (artefatos, cultura material, ritual, organização e outros).

A questão de como a linguagem consegue transmitir ideias de maneira coerente tanto ao emissor quanto a sua audiência fascinou a filósofos, linguistas e psicólogos. Uma das mais célebres teorias da comunicação foi proposta pelo linguista Roman Jakobson (1896–1982). Coube a ele desenvolver uma teoria e método de crítica literária para narrativas e poesia conhecido […]

Sua bagagem cultural e versatilidade fazem de Umberto Eco um exemplar romancista, cronista, crítico, semiótico, filósofo, medievalista, etc, etc, etc…Mas, há mais dele que mereça ser lido. À parte de suas obras de ficção (O nome da rosa a mais popularmente conhecida), algumas de suas obras de teoria da comunicação A Obra Aberta, O Papel […]

O aposentado John Quijada passou as horas vagas de seus trinta anos como funcionário do departamento de trânsito de Sacramento, Califórnia elaborando com minúcias um idioma sem ambiguidade, polissemia, inexatidão, ilógica, redundância ou arbitrariedade. Com um inventário de 58 fonemas, a língua é facilmente pronunciada por falantes autóctones do tchetcheno, abcázio ou do !xóõ. [1] […]

As ideias de Edward Sapir (1884–1939) e Benjamin Lee Whorf (1897–1941) acerca do condicionamento recíproco entre a percepção e a linguagem e, consequentemente, com efeitos na cultura.

O misterioso manuscrito criptografado de uma seita secreta da época do iluminismo finalmente decodificado. O livro — sem figuras, cheio de sinais gregos, romanos e logogramas em 105 páginas lindamente encadernadas — era um mistério. Ninguém sabia a língua, conteúdo, propósito e quem o fizera. As únicas palavras em caracteres latinos eram “Philipp 1866” e […]

Hoje estava voltando de São Paulo e próximo a Campinas vi uma placa: “No Outlet Premium”. Fiquei encucado, o que raios seria esse “Sem Saída Prêmio”, depois entendi que o NO era a junção da preposição EM e o artigo O em português, e não o advérbio de negação em inglês. Já não basta outdoor […]