Categoria: Ensaios

O perspicaz Lima Barreto retratou formidavelmente a sanha por títulos acadêmicos no país. Tal como na satírica Bruzundanga, no país da piada pronta ter um título vale mais que ser cidadão. É a garantia de não ser confundido com um reles mortal. Isso explica a mentira descarada no CV. Não é preciso ser honesto, nem […]

Este foi um discurso improvisado proferido por Émile Durheim em uma sessão da União de livres-pensadores e livres-crentes por uma cultura moral em 18 de janeiro de 1914. Os livres- pensadores eram um movimento orientado pela atitude de duvidar de dogmatismo e argumentos de autoridade. Era notória a rejeição de explicações sobrenaturais para os fenômenos. […]

Diante do desconhecido todos nós empregamos nossos pressupostos, vieses e categorias pessoais para encaixar cada coisa no seu nicho. Uma das formas mais simples e clara de organizar a informação é o esquema em forma de árvore. Esse modelo tem autoria: o filósofo Porfírio de Tiro. As cinco palavras de Porfírio Quinque voces Porphyrii Porfírio […]

Quantas pessoas você tem coragem de matar agora a distância? Essa questão, por monstruosa que seja, já faz parte do cotidiano. Antes era um mero exercício de pensamento de alguém tocar uma campainha e lucrar com a morte de um chinês no outro lado do mundo. Hoje, com um mero clique propaga-se informações que levam […]

As pessoas escrevem por variados motivos. Entretanto, são raras as pessoas que consideram escrever como um método investigativo. A fórmula padrão da pesquisa científica é coletar dados, analisá-los e, por fim, redigir sobre o estudo. Contudo, o processo da escrita em si – mesmo em assuntos “sérios” não ficção – é um exercício de esclarecer […]

As mediocracias negaram sempre as virtudes, as belezas, as grandezas; deram veneno a Sócrates; o madeiro a Cristo; o punhal a César; o desterro a Dante; o cárcere a Galileu; o fogo a Bruno. E, enquanto escarneciam desses homens exemplares, esmagando-os com a sua sanha ou armando contra eles algum braço enlouquecido, ofereciam o seu servilismo a governantes imbecis ou davam o seu ombro para sustentar as mais torpes tiranias. A um preço: que estas garantissem às classes fartas a tranquilidade necessária para usufruir seus privilégios.