Afirma Pereira e Trem noturno para Lisboa são obras paralelas. Ambientadas no Portugal salazarista, mostram o lado humano da resistência ao autoritarismo, foram escrita por estrangeiros lusófilos, viraram filmes, retratam reconciliações com o passado e com os mortos…

“Vim a Comala porque me disseram que aqui vivia meu pai, um tal Pedro Páramo.” Juan Preciado abre o romance explicando os motivos da sua viagem ao pueblo de sua finada mãe, Dolores Preciado. Ela, no leito de morte, urgiu ao filho buscar o que era dele por direito, tomado pelo pai, Pedro Páramo. Pedro […]