Tristão da Cunha

Quer fugir de tudo e todos nesse final de ano? Esse é o destino certo. A ilha de Tristão da Cunha é umas mais remotas do mundo. A capital Edimburgo dos Sete Mares com 275 habitantes está a 3340 km do Rio de Janeiro e a 3340 km da Cidade do Cabo. Os vizinhos mais próximos estão em St. Helena a 2429 km ao norte. Sem porto nem aeroporto, essa dependência britânica de 98 km² recebe nove navios por ano.

 A ilha deve o nome ao navegador português Tristão da Cunha (c. 1460 – c. 1540) que em 1506 durante uma expedição à África e à Índia topou com esse rochedo vulcânico. Em 1816 a ilha e outras adjacentes foram incorporadas ao Império Britânico. Baleeiros de várias nacionalidades, náufragos e migrantes de St.Helena colonizaram o local. Hoje, a população vive de agricultura de subsistência, pesca comercial de lagostim e venda de selos postais.

O britânico Augustus Earle (c. 1793 – 1838), pintor do HS Beagle, visitou a ilha em 1824. Suas aquarelas foram incorporadas em vários selos da ilha.

Não há restaurantes ou hoteis na ilha, mas quem queira conhecê-la, visite o site oficial www.tristandc.com.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

About leonardomalves