A faculdade de uma pessoa só: a lista de leitura de Fitzgerald para Sheila Graham

Ela, filha de refugiados judeus ucranianos criada em um orfanato na Inglaterra, ressentia sua falta de educação formal no competitivo ambiente de Hollywood.

Ele, um celebrado escritor norte-americano da era do jazz, embora decadente, teve uma educação liberal na Universidade de Princeton que incluía uma carga de leitura de obras clássicas e contemporâneas.

F.Scott Fitzgerald (1896 -1940) vivia seus derradeiros anos em circunstâncias nada favoráveis. Sua esposa estava internada em um hospício, mal conseguia pagar o internato da filha, a dependência do álcool aumentava enquanto as ofertas de trabalho (e o dinheiro) diminuíam. Mesmo assim, o autor de O Grande Gatsby se empolgava em disseminar a sabedoria oriunda de uma boa leitura. Poucos anos antes, Fitzgerald deixara uma lista curta mas densa para uma camareira em uma casa de recuperação em Asheville. Agora, seu derradeiro amor, Sheila Graham, confidenciava seu anseio de educar-se.

Sheila Graham (1904-1988), nascida Lily Sheil, conhecera Scott Fitzgerald em uma festa em 1937 e acolheu-o em seu apartamento. Entre as rejeições dos produtores para suas propostas de escrever scripts de cinema, Fitzgerald empenhou-se em educar Sheila com um currículo fundamentado nas obras-primas da literatura ocidental.

O casal chamava esse projeto de “a faculdade de uma pessoa só”. Exceto o Santuário de Faulkner e Uma casa de bonecas de Ibsen, a lista para Graham era diferente (e maior) que a oferecida à camareira de Asheville. Fitzgerald utilizou o Outline of History [Uma breve historia do mundo] de H.G.Well para organizar as leituras de ficção e não ficção ao longo da linha do tempo da história ocidental. Graham memorizava trechos selecionados por Fitzgerald antes de ler, anotar e escrever ensaios sobre a obra em estudo. A lista de leitura foi alterada várias várias vezes, além das obras que Graham lera sob recomendação de Fitzgerald sem serem inseridas nesse rol. Os arquivos da Universidade de Princeton mantém as anotações e lista completa dos 235 livros. O currículo final era para ser cumprido em dois anos, mas o mentor não viveria para ver o resultado de sua docência.

college-of-one

Como em Pigmalião de George Bernard Shaw, a tutoria de Fitzgerald serviu como capital simbólico e instrumento de ascensão social: Graham se tornou uma colunista social de sucesso em Hollywood, cobrando até US$5.000 para redigir uma coluna semanal. Em 1967 lançou A College of One [Nova Iorque: Melville House Publishing, 2013. O título em português seria A faculdade de uma pessoa só], as memórias sobre sua educação pela leitura dirigida por Fitzgerald. A lista definitiva apresentada em seu livro contém:

A Feira das Vaidades   William Makepeace Thackeray
Homem e Super-homem  George Bernard Shaw
O vermelho e o negro  Stendhal
A Casa Soturna [A Casa Abandonada] 1a parte Charles Dickens
Seven Men [Sete homens] Max Beerbohm
A Casa Soturna [A Casa Abandonada]  2a parte Charles Dickens
Androcles and the Lion [Androcles e o leão] George Bernard Shaw
Henry Esmond William Makepeace Thackery
Uma casa de bonecas Henrik Ibsen
Sister Carrie [Irmã Carrie] Theodore Dreiser
O lírio vermelho Anatole France
Youth’s Encounter [Encontro da juventude] Compton MacKenzie
Sinister Street [Rua Sinistra] Compton MacKenzie
A sonata Kreutzer  Leo Tolstoy
Morte em Veneza Thomas Mann
Madame Bovary Gustave Flaubert
The Custom of the Country [O costume do país] Edith Wharton
Os irmãos Karamazov Fyodor Dostoyevsky
Tono-Bungay H. G. Wells
Roderick Hudson Henry James
The Pretty Lady [A bela senhora] Arnold Bennett
Tess dos D’Ubervilles Thomas Hardy
Como escrever contos Ring Lardner
Chéri   Colette
Minha Antónia Willa Cather
O retorno do marinheiro David Garnett
The Financier [O financista] Theodore Dreiser
The Titan [O titã] Theodore Dreiser
A Lost Lady [A senhora perdida] Willa Cather
A revolta dos anjos Anatole France
Ariel ou a vida de Shelley André Maurois
O cântico dos cânticos Hermann Suderman
O sol também se levanta Ernest Hemingway
[sem detalhes, provavelmente Três Contos] Flaubert e Malraux
Byron: The Last Journey [Byron, a última jornada] Harold Nicolson
Vento do Sul Norman Douglas
O destino do homem André Malraux
The Woman Who Rode Away [A mulher que partiu]  D. H. Lawrence
A cabala Thornton Wilder
Tender is the Night [Terna é a noite] F. Scott Fitzgerald
Leituras anteriores ao curso
Em Busca do Tempo Perdido Marcel Proust
A vida de Jesus Ernest Renan
Uma história popular da Inglaterra A. L. Morton
O retrato de Dorian Gray Oscar Wilde
A importância de ser Prudente Oscar Wilde
Santuário William Faulkner

One thought on “A faculdade de uma pessoa só: a lista de leitura de Fitzgerald para Sheila Graham

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

About leonardomalves